Representações gráficas de síntese (RGSs): proposta de um modelo de avaliação | Graphic representation for synthesis (GRS): proposing of an evaluation model

Juliana Bueno, Stephania Padovani, Kelli C. A. S. Smythe

Resumo


Representações Gráficas de Síntese (RGSs) têm demonstrado ser uma ferramenta colaborativa promissora no contexto de ensino/aprendizagem em disciplinas de pós-graduação em Design e até em outras áreas. Entretanto, constatou-se por meio de pesquisa online que os professores que as utilizam
têm dificuldades em relatar como as avaliam ou muitas vezes não o fazem por falta de critérios consistentes. Com o objetivo de reverter este aspecto, o presente artigo apresenta uma proposta de modelo de avaliação de RGSs, pautando-se em critérios levantados em uma sessão de grupo focal realizada professores de Design, que também são pós-graduandos e fazem uso das RGSs em seu contexto didático. Além dos critérios de avaliação, o modelo contempla também os objetivos de se avaliar as RGSs feitas pelos alunos, proposição de diferentes formas de avaliação e, ainda, proposição de formas de divulgação das avaliações aos alunos. Como este modelo foi elaborado para ser flexível e
adaptar-se para o contexto de avaliação individual e/ou colaborativo, espera-se que mais professores façam uso das RGSs, tendo subsídios concretos e já discutidos para aplicá-las de forma efetiva e concreta.

+++++


Graphic Representations for Synthesis (GRS) have been shown to be a promising collaborative tool in the teaching /learning context in postgraduation courses in Design and even in other fields. However, it has been found through online survey that the lecturers who use GRS have difficulties in reporting how they
evaluate them or often times they simply do not evaluate them because of a lack of criteria consistency. In order to change this aspect, this article proposes a preliminary evaluation model of the GRS, based on criteria raised in a focus group session with lecturers of Design, who are also postgraduate students and
make use of GRS in their didactic context. In addition to the evaluation criteria, the model also includes the objectives of evaluating the GRS made by the students, proposing different ways of evaluation and also proposing ways of disseminating the evaluation to the students. As this model was designed to be flexible and adapted to the context of individual and/or collaborative evaluation, it is expected that more lecturers will use the GRS, having already discussed subsidies to apply them effectively and concretely.


Palavras-chave


rgs, modelo de avaliação, grupo focal

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.